Introdução
 Continentes
 Geografia Física
   Cartografia
   Clima
   Relevo e Geologia
   Hidrografia
   Vegetação
   Meio Ambiente
 Geografia Humana
 Geografia Econômica
 Astronomia

 Jogo das Bandeiras
 Jogo das Capitais
 Colorindo a América
 Pintando o Brasil
 A Rosa dos Ventos
 Jogo das Populações

 Exercícios Resolvidos
 Provas On-line
 Provas de Vestibular

 Laifis de Geografia
 Área dos Professores
 Guia de Bandeiras
 Hinos Nacionais
 Mapas
 Curiosidades
 Atualidades
 Dicionário
 Estados Brasileiros
 Lugares Famosos
 Continentes e Oceanos
 Indicação de Livros
 Profissão Geógrafo
 Fusos Horários
 Links Interessantes

 
Busca Geral

 

Rosa dos Ventos


Rosa dos ventos ou rosa náutica

 

A rosa dos ventos ou rosa náutica é um desenho que aparece no mostrador de bússolas, em mapas, plantas, maquetes, etc. A utilização de rosas dos ventos é extremamente comum em todos os sistemas de navegação antigos e atuais. Seu desenho em forma de estrela tem a finalidade única de facilitar a visualização com o balanço da embarcação.

 

A rosa-dos-ventos surgiu da necessidade de indicar exatamente um sentido que nem mesmo os pontos intermediários determinariam, pois um mínimo desvio inicial torna-se cada vez maior, à medida que vai aumentando a distância.

 

Ela indica as direções conhecidas como pontos cardeais (Norte (N), Sul (S), Leste (L) e Oeste (O)), os pontos colaterais (nordeste, sudeste, sudoeste e noroeste) e os pontos subcolaterais. Por meio da rosa dos ventos, situamos o espaço representado em relação à Terra e a outros espaços dela.

 

O significado dos pontos cardeais

Norte (N) - Marca a direção do Pólo Norte geográfico da Terra. Existem dois sinônimos: setentrional e boreal. O referencial astronômico mais importante é a Estrela Polar.

 

Sul (S) - Marca a direção do Pólo Sul geográfico da Terra. Existem dois sinônimos: meridional e austral. O referencial astronômico mais conhecido é o Cruzeiro do Sul.

 

Leste (L) - O referencial aproximado é o "nascer do Sol". Como a Terra gira de oeste para leste, visualiza-se o nascente a leste. Durante o dia, tem-se a impressão de que o Sol cruza o céu de leste (onde nasce) para oeste (onde se põe), constituindo o movimento aparente do Sol. O sinônimo mais conhecido é a palavra oriente.

 

Oeste (O) - O referencial aproximado é o "pôr do Sol". O sinônimo mais difundido é a palavra ocidente. Os pontos cardeais não são suficientes para nos orientarmos com precisão sobre a superfície da Terra e, por essa razão, é necessário utilizarmos também os pontos colaterais e os subcolaterais, que se situam entre dois pontos cardeais.

Pontos Colaterais

NO/NW - entre o oeste e o norte, há o ponto colateral noroeste.
SE/SW - entre o oeste e o sul, há o ponto colateral sudoeste.
SE - entre o leste e o sul, há o ponto colateral sudeste.
NE - entre o leste e o norte, há o ponto colateral nordeste.

Pontos Subcolaterais

ENE:  leste-nordeste
ESE: leste-nordeste
SSE: sul-sudeste
NNE: norte-nordeste
NNO/NNW: norte-nordeste
SSO/SSW:  sul -sudoeste
OSO/WSW: oeste-sudoeste
ONO/WNW: oeste-noroeste

Bússola

Um dos instrumentos de orientação mais conhecidos e utilizados é a bússola. Ela é composta por uma agulha magnetizada, colocada num plano horizontal e suspensa pelo seu centro de gravidade, de forma que possa girar livremente, e que orienta-se sempre em direção próxima à direção norte-sul geográfica, de forma a ter a ponta destacada (geralmente em vermelho), indicando o sentido que leva ao sul magnético da Terra, ou, de forma equivalente, a um ponto próximo ao polo norte geográfico da Terra.

A palavra bússola vem do italiano bussola, que significa "pequena caixa" de madeira de buxo (planta da família Buxaceae).


Bússola moderna

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2007-2017 Só Geografia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.