Continentes
 Geografia Física
   Cartografia
   Clima
   Relevo e Geologia
   Hidrografia
   Vegetação
   Meio Ambiente
 Geografia Humana
 Geografia Econômica
 Astronomia

 Jogo das Bandeiras
 Jogo das Capitais
 Colorindo a América
 Pintando o Brasil
 A Rosa dos Ventos
 Jogo das Populações

 Exercícios Resolvidos
 Provas On-line
 Provas de Vestibular

 Laifis de Geografia
 Área dos Professores
 Guia de Bandeiras
 Hinos Nacionais
 Mapas
 Curiosidades
 Atualidades
 Dicionário
 Estados Brasileiros
 Lugares Famosos
 Continentes e Oceanos
 Indicação de Livros
 Profissão Geógrafo
 Fusos Horários
 Links Interessantes

 
Busca Geral

 

Economia da África

 

A África é o continente mais pobre do mundo. Cerca de 1/3 dos habitantes da África vivem com menos de 1 dólar ao dia, abaixo do nível da pobreza definido pelo Banco Mundial. O avanço de epidemias, o agravamento da miséria e os conflitos armados levam esta região a um verdadeiro caos. Além disso, quase 2/3 dos portadores do vírus HIV do planeta vivem neste continente. O atraso econômico e a ausência de uma sociedade de consumo em larga escala, colocam o mercado africano em segundo plano no mundo globalizado. O PIB total da África é de apenas 1% do PIB mundial e o continente participa de apenas 2% das transações comerciais que acontecem no mundo.

 

Em sua maioria, os africanos são tradicionalmente agricultores e pastores. A colonização européia aumentou a demanda externa de determinados produtos agrícolas e minerais. Para atendê-la, construíram-se sistemas de comunicação, introduziram-se cultivos e tecnologia europeus e desenvolveu-se um sistema de economia de intercâmbio comercial, que continua coexistindo com a economia de subsistência.

 

 

Embora um quarto do território africano seja coberto por florestas, grande parte da madeira só tem valor como combustível. Gabão é o maior produtor de okoumé, um derivado da madeira usado na elaboração de compensado (madeira em chapa). Costa do Marfim, Libéria, Gana e Nigéria são os maiores exportadores de madeira de lei. A pesca marítima, que é muito difundida e voltada para o consumo local, adquire importância comercial no Marrocos, na Namíbia e na África do Sul. A mineração representa a maior receita dentre os produtos exportados. As indústrias de extração mineral são o setor mais desenvolvido em boa parte da economia africana. Além disso, Serra Leoa tem a maior reserva conhecida de titânio.

 

A nação mais industrializada do continente é a África do Sul, que alcançou relativa estabilidade política e desenvolvimento, possuindo sozinha 1/5 do PIB de toda a África. Porém, também já foram implantados notáveis centros industriais no Zimbábue, no Egito e na Argélia. O principal bloco econômico é o SADC, formado por 14 países, que se firma como o pólo mais promissor do continente.

 

Outras Informações

 

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

 

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2007-2014 Só Geografia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.