Continentes
 Geografia Física
   Cartografia
   Clima
   Relevo e Geologia
   Hidrografia
   Vegetação
   Meio Ambiente
 Geografia Humana
 Geografia Econômica
 Astronomia

 Jogo das Bandeiras
 Jogo das Capitais
 Colorindo a América
 Pintando o Brasil
 A Rosa dos Ventos
 Jogo das Populações

 Exercícios Resolvidos
 Provas On-line
 Provas de Vestibular

 Laifis de Geografia
 Área dos Professores
 Guia de Bandeiras
 Hinos Nacionais
 Mapas
 Curiosidades
 Atualidades
 Dicionário
 Estados Brasileiros
 Lugares Famosos
 Continentes e Oceanos
 Indicação de Livros
 Profissão Geógrafo
 Fusos Horários
 Links Interessantes

 
Busca Geral

 

América do Norte

 

A América do Norte pertence ao continente americano que é formado também pela América Central e a América do Sul. A América do Norte tem seus limites a leste com o oceano Atlântico, a oeste com o oceano Pacífico, e ao norte com o com o oceano Ártico e ao sul com a América Central e o Caribe.


O relevo da América do Norte

 

O relevo da América do Norte apresenta duas cadeias de  montanhas arranjadas de forma quase paralela: as cordilheiras Ocidentais e os montes Apalaches ou Alegânis, que incluem: a serra Nevada, os montes das Cascatas, as montanhas Rochosas, e a cadeia da Costa. Entre eles existem três áreas mais baixas: o escudo canadense, ao norte; a planície central; e a planície da costa do Atlântico.

No México, as cordilheiras ocidentais dividem-se, nas serras Madre Ocidental e Oriental, com vulcões como o Popocatepetl (5.451m) e o Orizaba (5.699m), que fecham o planalto mexicano.

Os principais acidentes geográficos são as penínsulas da Flórida e do Yucatán, no golfo do México, e a península e o golfo da Califórnia. O ponto máximo é o monte McKinley (6.194m), no Alasca.

As maiores ilhas são Groenlândia, Banks, Vitória, Ellesmere, Devon e Terra de Baffin e estão localizadas ao norte.


A hidrografia da América do Norte

 

A América do Norte apresenta como principal característica em sua hidrografia os Grandes Lagos, localizados na fronteira dos Estados Unidos com o Canadá. Possuem uma área total de 250.000km², é nesta região que estão às famosas cataratas do Niágara.

            Entre os rios de maior destaque está o Mississippi, apresentando uma bacia de 4.600.000km², este rio percorre os Estados Unidos de norte a sul, seus principais afluentes são o Missouri, o Arkansas e o Ohio. É nas encostas das Montanhas dos Apalaches que nascem os rios Hudson, Delaware, Susquehanna e o Potomac, que despejam suas águas no Atlântico. No oeste da América do Norte os rios mais importantes são o Colúmbia e o Colorado.

Na região do Canadá apresenta vários lagos glaciais, entre eles o Winnipeg, o Grande Lago do Urso, o Atabasca, o Manitoba e o Grande Lago do Escravo. Destacam-se também outros rios importantes como o São Lourenço, Frazer, Mackenzie e Nelson, no Canadá, e o Yukon, no Alasca . No México destaca-se como o maior o rio Grande.


O clima da América do Norte

 

O clima da América do Norte apresenta cinco principais regiões climáticas. Os dois terços setentrionais do Canadá e o Alasca, bem como a Groelândia, são caracterizados por climas árticos, onde o rigor dos longos invernos é alternado com a brandura dos curtos verões. Nestas regiões, às chuvas são raras. A neve e o gelo são comuns durante uma grande parte do ano.

A segunda região climática situa-se nos dois terços da América do Norte, região esta que compreende os Estados Unidos e do Sul do Canadá. Nesta região as mudanças no tempo são frequentes, pois a parte meridional apresenta temperaturas médias mais quentes.

Uma terceira região compreende o interior ocidental dos Estados Unidos e uma grande parte do norte do México. Zona principalmente montanhosa e desértica, às chuvas são raras e as variações na temperatura são locais em função da altitude.

A quarta região climática domina estreita uma zona que contorna o oceano Pacífico do Sul do Alasca ao Sul da Califórnia. Esta região apresenta um clima temperado com chuvas raras no verão.

Por fim, a parte meridional do México proporciona um clima tropical e quente ao longo de todo o ano, com fortes precipitações, em especial o verão. Nesta região é comum ocorrerem mudanças bruscas de temperatura durante uma mesma estação, com a consequente formação de furacões no golfo do México.


A fauna e a flora da América do Norte

 

A vegetação natural da América do Norte varia de acordo com a região e é caracterizada  pela  taiga, ou floresta boreal, vasta extensão arborizada principalmente constituída de coníferas que cobre mais a grande parte do Sul e o centro do Canadá e estende-se até no Alasca. Ao norte o solo é envolvido pela tundra. No leste dos Estados Unidos destacam-se as florestas mistas compostas de diferentes espécies de pinheiros.  Na parte ocidental, as florestas estão localizadas nas cadeias montanhosas e são predominantes as coníferas. O México abriga uma floresta de tipo tropical particularmente rico em espécies. As regiões mais secas da América do Norte é constituída de ervas e arbustos. As regiões secas do oeste dos Estados Unidos e o norte do México apresentam cerca de raras variedades de arbustos e de numerosas espécies cactus, vegetação esta, característica de deserto.

A fauna na América do Norte é bastante rica e abriga inúmeras espécies como renas, alces, ursos polares, focas e raposas, animais estes que habitam as regiões meridionais. Em outras regiões como a pradaria central americana são encontrados  o cervo, o puma e o bisão. Nos desertos é possível encontrar roedores, répteis e coiotes e nas florestas é possível encontrar grande variedade de aves, esquilos e cobras.


Composição étnica da América do Norte

 

A América do Norte apresenta uma ampla variedade de tipos raciais e étnicos, em razão da miscigenação dos povos  indígenas que habitavam no continente com os europeus e os negros africanos. A partir do  século 20, aumentou a imigração de asiáticos.

            Nos estados Unidos e no Canadá, a predominância da população é de procedência européia. Grande parte da população mexicana provem da mistura de indígenas e europeus e os povos que habitam a Groelândia são frutos da miscigenação de esquimós com os primitivos colonizadores dinamarqueses.


A língua na América do Norte

 

A América do norte apresenta uma variação linguística. Tem o  inglês, falado nos Estados Unidos e no Canadá; o francês, no Canadá; e o espanhol, no México e nos Estados Unidos, são os principais idiomas. Entre as línguas de origem nativa e indígena destacam-se o náuatle e o maia, no México; o sioux, nos Estados Unidos; o atapasco, no Canadá; e o esquimó, no Canadá e na Groenlândia.





Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

 

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2007-2014 Só Geografia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.