IntroduÁ„o
 Continentes
 Geografia Física
   Cartografia
   Clima
   Relevo e Geologia
   Hidrografia
   Vegetação
   Meio Ambiente
 Geografia Humana
 Geografia Econômica
 Astronomia

 Jogo das Bandeiras
 Jogo das Capitais
 Colorindo a América
 Pintando o Brasil
 A Rosa dos Ventos
 Jogo das Populações

 Exercícios Resolvidos
 Provas On-line
 Provas de Vestibular

 Laifis de Geografia
 Área dos Professores
 Guia de Bandeiras
 Hinos Nacionais
 Mapas
 Curiosidades
 Atualidades
 Dicionário
 Estados Brasileiros
 Lugares Famosos
 Continentes e Oceanos
 Indicação de Livros
 Profissão Geógrafo
 Fusos Horários
 Links Interessantes

 
Busca Geral

 

O Magnetismo Terrestre


A Terra √© cortada por diversas linhas magn√©ticas, como um gigantesco im√£, estas linhas possuem caracter√≠sticas que possibilitou a constru√ß√£o do primeiro grande recurso de navega√ß√£o, que em virtude da sua simplicidade, logo se universalizou, a b√ļssola magn√©tica. Essas linhas magn√©ticas n√£o se transp√Ķem nem se interrompem e isto nos d√° cobertura em, praticamente, qualquer lugar do planeta. O magnetismo terrestre em qualquer lugar √© medido, pela determina√ß√£o da dire√ß√£o e intensidade do campo magn√©tico. Os dois valores variam com o tempo e o local onde √© observado, entretanto, a varia√ß√£o que nos interessa √© apenas a de dire√ß√£o.


A superf√≠cie terrestre tem um campo magn√©tico que pode ser dividido em dois elementos: o vertical e o horizontal, sendo que uma agulha magn√©tica √© atra√≠da tanto para os p√≥los magn√©ticos da terra como para o interior do globo. A for√ßa de atra√ß√£o √© id√™ntica √† dist√Ęncia que o local se localiza do p√≥lo, sendo que, quanto mais pr√≥ximo o local esteja do p√≥lo maior ser√° √† for√ßa de atra√ß√£o.



A for√ßa de atra√ß√£o exercida pelos P√≥los Sul e Norte no equador magn√©tico s√£o iguais, entretanto, apresentam sentidos antag√īnicos. Neste caso, as for√ßas se anulam existindo somente o componente horizontal e como resultado teremos a agulha da b√ļssola em posi√ß√£o horizontal.


J√° nos p√≥los a agulha permanecer√° na posi√ß√£o vertical. O √Ęngulo constitu√≠do pela agulha com o plano horizontal nas regi√Ķes intermedi√°rias recebe o nome de inclina√ß√£o magn√©tica. A inclina√ß√£o magn√©tica ser√° tanto maior quanto se aproximar dos p√≥los. D√°-se o nome de declina√ß√£o magn√©tica ao desvio apresentado pela agulha magn√©tica em rela√ß√£o √† linha Norte-Sul geogr√°fica.


At√© hoje n√£o se pode afirmar com certeza as causa e a fonte de magnetismo terrestre, no entanto √© sugerido por algumas teorias que existe um campo el√©trico formado pela discrep√Ęncia entre a parte interna l√≠quida e o manto inferior s√≥lido. Esta discrep√Ęncia √© ocasionada pelo movimento de rota√ß√£o da Terra, sendo que as correntes el√©tricas geradas deste processo definiriam os campos magn√©ticos terrestres.


A variação do magnetismo está diretamente ligada à crosta terrestre, sendo que os minerais que constituem essa crosta possuem alta quantidade de ferro bivalentes e terão um maior poder magnético.


Para fins geológicos o estudo do magnetismo armazenado nas rochas recebe o nome de Paleomagnetismo, ele está relacionado com a composição que alguns minerais assumem, durante a sedimentação de detritos de silicatos, de minerais que contenham ferro bivalentes ou durante a cristalização de uma rocha magmática, uma iso-orientação segundo a linha norte-sul da época em que a rocha se formou. Com a mudança da posição do campo magnético terrestre e possível reconhecer o magnetismo fossilizado na rocha antiga.

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2007-2017 Só Geografia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.