Extrativismo mineral (continuação)

Classificação dos minerais

As duas classificações mais empregadas no extrativismo mineral referem-se à quantidade e aos tipos de minerais.

No primeiro caso, os minerais costumam ser classificados em abundantes (ferro, manganês, etc) e escassos (ouro, prata, etc). Obviamente, essa classificação deve ser vista com ressalvas, pois um minério que hoje é abundante poderá, daqui a algum tempo, tornar-se escasso, ao passo que um minério hoje escasso poderá tornar-se abundante, caso ocorra a descoberta de novas jazidas.

No segundo caso, os minerais são classificados em dois tipos principais e gerais: minerais metálicos, como ferro, manganês, alumínio, cobre, chumbo e ouro; minerais não metálicos, como petróleo e carvão (combustíveis fósseis), areia, argila e cascalho (materiais de construção), sais, nitratos, fosfatos, enxofre e potássio (minerais da indústria química e fertilizantes).

MINERAIS METÁLICOS

Metais Básicos

Ferro, cobre, zinco, estanho, chumbo

Metais de Liga

Tungstênio, molibdênio, vanádio, cobalto, cromo, manganês, zircônio, berílio...

Metais Leves

Alumínio, magnésio

Metais Preciosos

Ouro, prata, platina

Outros metais

Rádio* urânio*, mercúrio

* O rádio e o urânio são minerais radioativos.

MINERAIS NÃO METÁLICOS

Utilizados em construção

Argila, amianto, gipsita, calcário, granito, basalto, gnaisse, ardósia, cascalho, mármore, areia.

Utilizados em eletricidade

Quartzo, mica

Utilizados como fertilizantes

Nitrato, potássio, fósforo

Utilizados como joalheria

Diamante, rubi, safira, água marinha, turmalina, granada, zircônio, ametista

MINERAIS FÓSSEIS OU ENERGÉTICOS

Petróleo, carvões, xisto betuminoso, gás natural

  

Como referenciar: "Classificação dos minerais - Extrativismo mineral" em Só Geografia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2019. Consultado em 06/12/2019 às 21:22. Disponível na Internet em http://www.sogeografia.com.br/Conteudos/GeografiaEconomica/extrativismo/mineral2.php