Hidrografia

Definição

A hidrografia é o ramo da geografia física que estuda as águas do planeta, abrangendo portanto rios, mares, oceanos, lagos, geleiras, água do subsolo e da atmosfera.

Os hidrógrafos são os profissionais que estudam a hidrografia do planeta, analisam e catalogam as águas navegáveis de todo o mundo, elaborando cartas e mapas que mostram em detalhes a formação dos canais, a profundidade das águas e a localização dos canais, bancos de areia, correntes marítimas, etc. Os hidrógrafos também são responsáveis por estudar a influência dos ventos no ritmo das águas e das marés.

A hidrosfera é a camada líquida da Terra. É formada por mais de 97% de água, concentrada principalmente em oceanos e mares, porém compreende também a água dos rios, dos lagos e a água subterrânea. No total, a água contida no planeta abrange um volume de aproximadamente 1.400.000.000 km³. Já as águas continentais representam pouco mais de 2% da água do planeta, ficando com um volume em torno de 38.000.000 km³.

A água em estado líquido passa para a atmosfera em forma de vapor, em um processo chamado de evapotraspiração. As baixas temperaturas da atmosfera fazem esse vapor se condensar, passando para seu estado líquido e, dessa forma, se precipitar sobre a superfície.


Esquema evapotraspiração

Durante o ano, precipitam cerca de 119 mil km cúbicos sobre os continentes, sendo que apenas 47 mil km cúbicos não voltam para a atmosfera, permanecendo nos oceanos, circulando como água doce.

Essa diferença entre precipitação e a evaporação é chamada de excedente hídrico e transforma-se em rios, lagos ou lençóis de água subterrânea. O ciclo da água tem três trajetórias principais: precipitação, evapotranspiração e transporte de vapor.


Trajetória do ciclo da água

Os cursos de água doce, onde civilizações nasceram, desenvolveram e morreram, são vitais para quase todas as ações humanas. No Brasil, a maior parte da energia elétrica que chega às casas e às indústrias, vem das hidrelétricas.


Fotografia aérea de Itaipu - usina hidrelétrica binacional localizada no Rio Paraná, na fronteira entre o Brasil e o Paraguai

Os rios também são agentes erosivos do relevo, moldando-o ao seu bel prazer. Essas correntes líquidas, que resultam da concentração de água em vales, podem se originar de várias fontes: fontes subterrâneas (que se formam com a água das chuvas), transbordamento de lagos ou mesmo da fusão de neves e geleiras.

Como referenciar: "Hidrografia" em Só Geografia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2018. Consultado em 19/11/2018 às 20:10. Disponível na Internet em http://www.sogeografia.com.br/Conteudos/GeografiaFisica/Hidrografia/