Formação da cultura brasileira (continuação)

Cultura dos imigrantes

Os imigrantes deixaram contribuições importantes na cultura brasileira. A história da imigração no Brasil começou no ano de 1808, com a abertura dos portos às nações amigas, feita por D. João.

Para povoar o território, vieram famílias portuguesas, açorianas, que se estabeleceram no Rio Grande do Sul. Vieram ainda suíços, prussianos, espanhóis, franceses, sírios, libaneses, poloneses, ucranianos, japoneses e italianos.


Entre 1819 a 1940, franceses imigraram para o Brasil. Muitos destes chegaram por volta de 1884 a 1925, mais de 25.000 imigrantes franceses neste período.

O grande destaque, no entanto, foram os italianos e os alemães, que chegaram em grande número. Eles se concentraram nas regiões sul e sudeste do país, deixando importantes marcas de suas culturas, principalmente na arquitetura, na língua, na culinária, nas festas regionais e folclóricas.


Colonização italiana do sul do Brasil

A cultura vinícola do sul do Brasil se concentra principalmente na região da serra gaúcha e de Campanha, onde predomina descendentes de italianos e alemães.


Plantação de uvas em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul

Na cidade de São Paulo, em virtude do grande fluxo de italianos, surgiram bairros como o Bom Retiro, Brás, Bixiga e Barra Funda, onde é marcante a presença de italianos, seus aspectos culturais e seus restaurantes com as comidas típicas como a macarronada, a pizza, a lasanha, o canelone, entre outras.


Fachada de prédio no bairro do Bixiga em São Paulo

  

Como referenciar: "Cultura dos imigrantes no Brasil" em Só Geografia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2019. Consultado em 06/12/2019 às 21:25. Disponível na Internet em http://www.sogeografia.com.br/Conteudos/GeografiaFisica/Brasil/diversidadebrasil5.php