Mata Atlântica

Presente em grande parte da região litorânea brasileira, a Mata Atlântica é uma das mais importantes florestas tropicais do mundo, apresentando uma rica biodiversidade.

Infelizmente, encontra-se em processo de extinção, principalmente em função do corte ilegal de árvores, da poluição ambiental e da especulação imobiliária.

Para se ter uma ideia da situação de risco em que a Mata se encontra, basta saber que na época do descobrimento do Brasil ela tinha uma área equivalente a um terço da Amazônia, estendendo-se do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul. Hoje, está reduzida a apenas 7% de sua área original. Apesar da devastação sofrida, a riqueza das espécies animais e vegetais que ainda se abrigam na Mata Atlântica é espantosa.

Em alguns trechos remanescentes de floresta, os níveis de biodiversidade são considerados os maiores do planeta.

Em contraste com essa exuberância, as estatísticas indicam que mais de 70% da população brasileira vivem na região da Mata Atlântica. Além de abrigar a maioria das cidades e regiões metropolitanas do país, a área original da floresta sedia também os grandes pólos industriais, petroleiros e portuários do Brasil, respondendo por nada menos de 80% do PIB nacional.

A Mata Atlântica abrange as bacias dos rios Paraná, Uruguai, Paraíba do Sul, Doce, Jequitinhonha e São Francisco.

Espécies imponentes de árvores são encontradas na região, como o jequitibá-rosa, de 40 metros de altura e 4 metros de diâmetro. Também destacam-se nesse cenário várias outras espécies: o pinheiro-do-paraná, o cedro, as filgueiras, os ipês, a braúna e o pau-brasil, entre muitas outras. Na diversidade da Mata Atlântica são encontradas matas de altitude, como a Serra do Mar (1.100 metros) e Itatiaia (1.600 metros) onde a neblina é constante.

Paralelamente à riqueza vegetal, a fauna é o que mais impressiona na região. A maior parte das espécies de animais brasileiros ameaçados de extinção são originários da Mata Atlântica, como os micos-leões, a lontra, a onça-pintada, o tatu-canastra e a arara-azul-pequena. Também vivem na região os gambás, tamanduás, preguiças, antas, veados, cotias, quatis, entre outros.

Alguns povos indígenas ainda habitam a região da Mata Atlântica. Entre eles, podemos destacar: Pataxó, Kaiagang, Potiguara, Kadiweu, Krenak, Guarani, Kaiowa e Tupiniquim.

   

Como referenciar: "Mata Atlântica" em Só Geografia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2019. Consultado em 25/03/2019 às 12:59. Disponível na Internet em http://www.sogeografia.com.br/Conteudos/GeografiaFisica/Vegetacao/content4.php