Fossas oceânicas

As fossas oceânicas são as regiões mais profundas dos oceanos. São grandes depressões que se formam em zonas de encontro das placas tectônicas.

As fossas oceânicas são caracterizadas pela falta total de luz, águas com temperaturas extremamente baixas e ausência quase total de vegetais. Estas regiões são habitadas por seres adaptados a estas condições, como bactérias heterotróficas, seres que se alimentam de restos de seres vivos e detritos orgânicos, esponjas, anêmonas-do-mar, e também uma variedade de peixes cegos.

Essas profundas depressões possuem grande pressão atmosférica, fato este que impede a presença de animais marinhos e do homem.


Peixe habitante de regiões profundas do oceano. Fotografado por cientistas que trabalhavam na  Fossa de Kermadec na costa da Nova Zelândia.

No planeta existem cerca de vinte fossas oceânicas.

Principais fossas oceânicas

  • Fossa Sandwich do Sul: Localizada no Oceano Antártico entre a América do Sul e a Antártida, tendo aproximadamente 7.235m de profundidade.
  • Fossa Litke Deep: Localizada no Oceano Ártico próximo a Bacia Eurásia, com  aproximadamente 5.450m de profundidade.
  • Fossa de Kermadec: Localizada no Oceano Pacífico com aproximadamente 10.047 m. de profundidade.
  • Fossa de Porto Rico: Localizada no Caribe no Oceano Atlântico, com  aproximadamente 8.648m de profundidade.
  • Fossa de Java: Localizada na Indonésia no Oceano Índico, com  aproximadamente 7.725m de profundidade.
  • Fossa das Marianas: Localizada nas Ilhas Marianas no Oceano Pacífico, com  aproximadamente 11.500m de profundidade.

   

Como referenciar: "Fossas oceânicas" em Só Geografia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2018. Consultado em 19/11/2018 às 05:03. Disponível na Internet em http://www.sogeografia.com.br/Conteudos/GeografiaFisica/fossasoceanicas/