Efeito estufa

O efeito estufa é uma estrutura natural do planeta Terra para permitir a manutenção da temperatura numa média de 15ºC, ideal para o equilíbrio de grande parte das formas de vida em nosso planeta.

Sem o efeito estufa natural, o planeta Terra poderia ficar muito frio, não permitindo o desenvolvimento de grande parte das espécies animais e vegetais. Isso aconteceria porque a radiação solar refletida pela Terra se perderia completamente.

Entretanto, em tempos de avanço quase que incontrolável da industrialização, ações do homem como a emissão de gases poluentes têm acelerado esse processo, fazendo com que a temperatura do planeta torne-se cada vez mais quente a cada ano que passa.


Esquema explicativo do Efeito Estufa

Os principais gases poluentes causadores deste efeito são:

  • Dióxido de carbono (CO2), que é produzido pela queima de combustíveis fósseis,
  • Óxido nitroso (N2O),
  • Metano (CH4) e o cloro-flúor-carboneto (CFC).

A grande quantidade de gases emitidos por indústrias e carros (os gases do efeito estufa) forma uma camada sobre grandes cidades, impossibilitando que o calor se dissipe por completo, fazendo o papel literal de uma estufa sobre aquela região.

Isto é o que ocorre em todo o planeta, os gases emitidos pelo mundo acumulam-se na atmosfera, constituindo uma barreira que impede que o excesso de raios solares seja refletido de volta para o espaço em forma de radiação infravermelha. Como uma estufa, essa camada de gases retém o calor na atmosfera, fazendo com que o planeta fique cada vez mais quente.


Poluentes e o efeito estufa

Em razão das ações do homem, a concentração desses gases na atmosfera tem aumentado gradativamente ao longo dos anos. Cientistas afirmam que o século XX foi o mais quente dos últimos 500 anos. Países como Estados Unidos e China são alguns dos maiores emissores dos gases do efeito estufa, por serem nações extremamente industrializadas e consumidoras de combustível.


Emissão de gases poluentes

Consequências do efeito estufa

Com o aumento elevado da temperatura do nosso planeta, inúmeros problemas podem vir a acontecer, como o desaparecimento de diversas espécies da fauna e flora.

O derretimento das calotas polares, a maior reserva de água doce do mundo, é outro grande problema. Com isso, teremos o aumento no nível do mar e o desaparecimento de várias ilhas e regiões litorâneas, acarretando uma total reconfiguração dos continentes como conhecemos hoje em dia.

Catástrofes naturais como maremotos, tufões, enchentes e furacões se tornarão mais suscetíveis a ocorrer, podendo afetar a produção agrícola em todo o planeta, prejudicando diretamente o abastecimento de comida para a população.


O derretimento das geleiras é uma das consequências do aquecimento global

Medidas para amenizar o problema

Diversos países, organizações não governamentais e entidades do governo, já conscientes sobre os problemas causados pelo efeito estufa, dialogam sobre quais medidas tomar para minimizar esse processo.

No ano de 1997 foi assinado o Protocolo de Kyoto, que prevê a redução da emissão de gases poluentes. No entanto, países como Estados Unidos e China, altamente industrializados, dificultam esse processo ao afirmar que a redução na emissão desses gases prejudicaria o avanço em suas indústrias.

O Brasil ocupa lugar de destaque no ranking dos maiores emissores de gases do efeito estufa do planeta. No entanto, nos últimos anos adotou uma campanha de sustentabilidade para que esses efeitos sejam minimizados, sem afetar o progresso do país.


Mapa explicativo dos países que mais emitem gases poluentes

Para mais informações, leia nosso artigo sobre o efeito estufa.

  

Como referenciar: "Efeito estufa - Causa e consequências" em Só Geografia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2019. Consultado em 06/12/2019 às 21:23. Disponível na Internet em http://www.sogeografia.com.br/Conteudos/GeografiaFisica/Brasil/problemas2.php