Você está em Geografia humana > População

Movimentos migratórios no Brasil

Externos

Até 1934, foi liberada a entrada de estrangeiros no Brasil. A partir dessa data, ficou estabelecido que só poderiam imigrar 2% de cada nacionalidade dos estrangeiros que haviam migrado entre 1884 e 1934.

Os fatores que mais favoreceram a entrada de imigrantes no Brasil foram:

  • A dificuldade de encontrar escravos após a extinção do tráfico, depois de 1850;
  • O ciclo do café, que exigia mão de obra numerosa;
  • Abundância de terras.

Para a maior parte dos imigrantes, a adaptação foi muito difícil, pois alem das diferenças climáticas, da língua e dos costumes, não havia no país uma política firme que assegurasse garantias as pessoas que aqui chegavam. As regiões sul e sudeste foram as que receberam maior contingente de imigrantes, principalmente por causa do ciclo do café e povoamento da região sul.


Imigração no Brasil por nacionalidade


Imigrantes italianos na região de Caxias do Sul (RS) em 1911

Internos

Em nossa história, os principais movimentos migratórios foram:

  • Migração de nordestinos da Zona da Mata para o sertão, séculos XVI e XVII (gado);
  • Migração de nordestinos e paulistas para Minas Gerais, século XVII (ouro);
  • Migração de mineiros para São Paulo, século XIX (café);
  • Migração de nordestinos para a Amazônia, devido ao ciclo da borracha;
  • Migração de nordestinos para Goiás, na década de 1950 (construção de Brasília);
  • Migrações de paulistas para Rondônia e Mato Grosso, na década de 1970.

http://www.geografiaparatodos.com.br/capitulo_9_migracoes_no_brasil_files/image002.gif
Movimentos migratórios

Os movimentos migratórios mais intensos nas décadas de 1980 e 1990 foram nas regiões:

  • Centro-oeste: Brasília e arredores; áreas do interior do MT, MS e GO, onde ocorre a expansão da pecuária e da agricultura comercial.
  • Norte: zonas de extrativismo mineral em RO, AP e PA; zonas madeireiras no PA e AM; áreas agrícolas em RO e AC.
  • Sudeste: migrações das capitais para o interior dos estados de SP, RJ e MG.
  • Sul: até o final da década de 1980, os movimentos emigratórios para o centro-Oeste e norte foram muito significativos. Na década de 1990, houve forte migração intraestadual, principalmente das metrópoles para o interior.
  • Nordeste: tradicionalmente, o nordeste era uma área de evasão populacional, principalmente do sertão para a Zona da Mata ou outras regiões do país, como sudeste e centro-oeste. Atualmente, há uma atração devido os incentivos fiscais dos estados às empresas de fora, mão de obra barata e turismo.

  

Como referenciar: "Movimentos migratórios no Brasil" em Só Geografia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2019. Consultado em 05/12/2019 às 22:51. Disponível na Internet em http://www.sogeografia.com.br/Conteudos/GeografiaHumana/Populacao/populacao5.php